Lasanha de peito de perú, lasanha de amor!

Em primeiro lugar, eu sei que mereço 100 chibatadas pelo silêncio, perdão.
No outro dia, dia de futebol do homem, liguei-lhe a perguntar o que queria comer – já sabendo a resposta, nem sei porque é que ainda pergunto – e ouvi o habitual “CREME!”. Fui à deli no Polana Shopping e até estava disposta a buscar ingredientes pra lhe fazer um mas, aquele lugar tem taaaantas coisas inspiradoras à volta que de repente me bateu uma vontade de comer lasanha!
Isso é muito raro, deixem-me dizer, porque normalmente não curto massas à noite, sinto-me sempre muito pesada depois. E esse sempre foi o meu problema com a lasanha em geral, por muito saborosa que seja sempre senti como um prato muito heavy. Então pensei – na verdade acho que o meu olho pescou assim pelo cantinho o balcão de carnes frias – e se fosse uma lasanha de fiambre (presunto, brasileiros queridos!) de peito de perú?
A coisa saiu do controle quando a Ester me mostrou uma massa para lasanha que eles vendem fresca, em vez da habitual processada, seca, e disse maravilhas dela, virou desafio! Enquanto rodava naqueles poucos metros quadrados como se fosse um shopping infinito, meus olhos cruzaram-se com um frasco de molho de tomate fresco com ervas, de uma marca italiana que se tratando de mim, claro que não lembro qual é; a verdade é que normalmente eu faço meu molho em casa, com louro, basílico e afins, mas fiquei tão curiosa sobre esse que não resisti! Mas tirei foto! Da massa e do molho de tomate, então vou fazer um post mais logo p’ra mostrar, infelizmente não as tenho aqui agora…
E assim nasceu a minha lasanha de peito de perú – fiz uma mini porque era só pra nós dois, mas in the end não era tão mini assim e deu pra três comerem e repetirem!

Ingredientes

1 embalagem (250g) de massa fresca para lasanha
1 frasco de molho de tomate (ou molho de tomate feitinho em casa), a quantidade é ao gosto
1 litro de molho branco
1 pacote (200g) de cogumelos frescos, cortados em lâminas
½ cebola picada
2 ou 3 dentes de alho, picados
1 colher de sopa de folhas de basílico picadas
300 g de fiambre de peito de perú (eu gosto do cozido e não do defumado)
200 g de queijo emmenthal
100 g de queijo grana padano
O primeiro passo é fazer o molho, receita no post de mais logo, prometo!
Ou querem agora? Agora? Vá lá, fazer biquinho é sacanagem!
Ok…

Ingredientes para o molho branco:

1 litro de leite morno
4 colheres de farinha de trigo
4 colheres de manteiga
Sal, pimenta e noz moscada ao gosto
Tenho a informar que o processo de preparação do molho demanda digamos, força de vontade braçal, então chame alguém pra conversar assim como quem não quer a coisa e quando estiver cansada(o) é só mandar aquela conversinha de “mexe pra mim? vou ali buscar a pimenta” hahahaha!
Adiante, procedimento é simples:
1. Derreta a manteiga num tacho e quando estiver líquida adicione a farinha, mexendo para que a manteiga a incorpore toda e fique uma pastinha homogénea;

2. Vá adicionando o leite aos bocadinhos e mexendo com vigor, vontade, perseverança, ENERGIA minha gente! Tou a exagerar, mas é preciso algum vigor sim porque vão reparar que assim que o leite entrar em cena, a pastinha vai ter tendência a endurecer e a granular, então mexa continuamente de modo a que a farinha não forme bolinhas até ao ponto em que estiver cremoso e branquinho. Quando chegar a este ponto pode reduzir a energia e mexer apenas para ir misturando o leite.

3. Depois que todo o leite estiver no tacho, continue mexendo por mais ou menos 5 minutos, só pra ele engrossar mais um pouquinho e ficar mais cremosinho. Deves ter um molho sedoso e cremoso a esta altura. Tempera com sal, pimenta e noz moscada e tcharam! De vez em quando adiciono uma salsinha ou mozzarella, fica bom também! 🙂

Molho branco pronto, é hora de saltear os cogumelos.
Um fio de azeite numa frigideira em lume baixo, refoga-se um pouco a cebola, o alho e o basílico, por uns 3 minutinhos e adicionam-se os cogumelos, mexendo-os na frigideira e revirando-os continuamente durante mais ou menos 3 minutos também.
Molho branco e cogumelos felizes e cheirosos, é só preparar uma travessa pequena. Eu unto normalmente com um pouquinho com azeite, mas não é mandatório. Depois monto na seguinte ordem: folhas de massa, molho de tomate, cogumelos, fiambre de peito de peru, queijo emmental molho branco. Normalmente, antes da primeira camada de massa ponho uma leva de molho de tomate, só pra manter a massa húmida 🙂 na última, troco a ordem e ponho o queijo depois do molho branco, polvinho com o grana padano ralado p’ra dar uma gratinada supimpa!
Vai por 20-25 minutos (depende das instruções da massa) ao forno a 180 graus (pré-aquecido gente!) e delícia pronta! 🙂
A única coisa que faltou dizer, é que nesse dia, justamente no momento em que eu ia abrir o forno e enfiar lá para dentro a travessa… houve um apagão como há muito tempo não se via na história de Maputo. Um breu de meter medo a um pedaço de carvão. Gentes, vieram-me lágrimas revirei aos olhos e mandei um carinhoso “vá tomar no fiofó” nem sei bem a quem!
Mas ultrapassada esta afronta, 2 dias depois pu-la no forno e estava ma-ra-vi-lho-sa, melhor do que antecipei! 🙂
Experimentem lá e digam como correu!

Processed with VSCOcam with c1 preset

Processed with VSCOcam with c1 preset

Processed with VSCOcam with c1 preset

Advertisements